17 de novembro de 2012

Avaliadores de Imóveis estão em Alta.

avaliar imovel



Nos últimos anos o mercado imobiliário brasileiro sentiu a necessidade de contratar mais avaliadores de imóveis. 






Agora, com o boom produzido por grandes eventos como a Copa do Mundo e Olimpíadas, a atividade é cada vez mais requisitada e deve continuar ganhando espaço. Segundo analistas, a boa fase deve se manter em crescimento mesmo após os eventos esportivos. Assim, a necessidade de avaliação sempre vai existir e deve continuar crescendo.

Para uma boa avaliação, é essencial visitar o imóvel em horários alternados, para conhecer um pouco a vizinhança e saber como é o cotidiano de onde você pretende morar com sua família. Comércio próximo valoriza o imóvel, desde que não seja na mesma rua, senão aumenta o fluxo no trânsito e o barulho também, que são fatores importantes de depreciação.

Parques, clubes, bares, praças, supermercados ou shopping próximos valorizam o imóvel, desde que não atrapalhem sua mobilidade. Transporte público, escolas e universidades são outros pontos relevantes. Observar a iluminação da rua, se há terrenos baldios e questionar sobre a segurança no local também é muito importante.

Apartamentos nos primeiros andares são menos valorizados, enquanto as últimas unidades ganham em preço, graças à ampla visibilidade. Outro detalhe essencial; vagas de garagem são praticamente indispensáveis.

Se estiver pensando em um apartamento, não deixe de conhecer pessoalmente a garagem para saber se sua vaga é bem posicionada ou de difícil acesso.

Avaliando o Imóvel:

avaliar imovel



É importante realizar uma vistoria técnica para saber o que pode causar problemas e se vai ser preciso fazer reformas e, assim, pedir desconto no preço.




Vale ainda, a contratação de um perito para fazer o laudo sobre o imóvel, listando quais pontos são facilmente resolvidos e os contras, caso houver.

A vistoria técnica pode ser uma condição para fechar o contrato. Para isso, deve ser prevista no compromisso de compra e venda. Assim, o negócio poderá ser desfeito, sem prejuízo do comprador, caso a vistoria apresente problemas graves.

De olho na Estrutura:

Verifique se o imóvel tem trincas, se há sinais de afundamento das paredes ou no piso, que podem ser problemas subterrâneos de canalização, estrutura frágil ou fragilizada pela obra de um vizinho.

É preciso olhar se há ferragens aparentes ou descolamento de concreto, o que pode ser sinal de infiltração ou de má qualidade da obra.

1. Telhado Firme: Madeira apodrecida no telhado ou cupim podem levar a um gasto de R$ 20 mil a R$ 30 mil para refazê-lo. Telhas soltas ou calhas entupidas são problemas menores, mas chamam atenção para infiltração na laje.

2. Elétrica em Ordem: Não esqueça de verificar o estado de conservação das tomadas, interruptores e quadros de distribuição, ou se houve alteração na instalação e como foi feita. Em um imóvel com mais de 20 anos provavelmente será necessário redimensionar o sistema elétrico para comportar a demanda de energia de aparelhos eletrodomésticos e eletrônicos novos.

3. Sem Vazamentos: Em banheiros, cozinha e área de serviço, procure sinais de vazamento. Abra todas as torneiras; água amarelada é sinal de ferrugem nas tubulações.

avaliar imovel



Verifique também a vazão da água. Em apartamentos, peça para ver o imóvel de baixo para saber se há qualquer indício de infiltração.





4. Cheque na fachada se há marcas decorrentes de vazamento. Converse com o síndico e verifique as atas de assembléia do condomínio, levando em conta, que problemas com a tubulação do prédio podem estar relatados ali.

5. Esquadrias Novas: Caixilhos enferrujados, com cupim, empenados ou apodrecidos devem ser trocados. Além de serem caros, em prédios é preciso encontrar janelas no padrão da fachada.

6. Paredes e Revestimentos: O básico é olhar se não existem trincas, rachaduras e manchas nas paredes. Problemas podem ser escondidos sob a pintura, e só um profissional poderá detectar uma grande infiltração, por exemplo. Azulejos e pisos cerâmicos devem estar firmes e não produzir barulho oco, que pode ser sinal de que em breve descolarão da parede. 

A solução pode ser simples, como a troca de um azulejo, ou exigir substituição de todo o revestimento de um cômodo. Em piso de madeira, verifique se há pó na madeira, que pode ser indício de cupins, o que exige descupinização e troca do piso.

7. Áreas Externas: Na garagem e nas áreas comuns de um prédio, cheque se há rachaduras, trincas ou infiltrações. Reformas serão cobradas no futuro como fundo de obra.

8. Peça a Planta: Veja se a planta aprovada na prefeitura confere com o imóvel vistoriado. Exija também a planta hidráulica e a elétrica, para saber onde mexer na reforma.


Serviços Relacionados:





Edição e Publicação | Equipe | Imovel e Dicas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Nome e Email ao final da Mensagem, caso deseje alguma informação específica.

Atenciosamente.

Brasil Brokers Enjoy