7 de novembro de 2012

Cobrança de SATI pode ser ilegal!

imoveis



Advogado lembra que as funções de assessoria são uma obrigação na venda de imóveis. 





Quando se vai adquirir um imóvel, o consumidor costuma pagar pelo SATI (Serviço de Assessoria Técnico Imobiliária), ou então ATI (Assessoria Técno-Imobiliária), uma assistência realizada por advogados indicados pela imobiliária. 

No entanto, o advogado do escritório Adriano Dias Advocacia e Consultoria Jurídica, Adriano Dias, afirma que, em alguns casos, a cobrança pode se caracterizar como venda casada.

O pagamento da taxa, que geralmente corresponde a 0,88% do valor do imóvel, é exigido pelas empresas e incorporações, alega Dias. “Vale lembrar que oferecer o serviço não é ilegal, caso seja dada à possibilidade de não adquiri-lo”, explica. 

E ainda lembra que a assessoria, que compreende a análise sobre a compatibilidade da situação econômica do imóvel, acompanhamento da assinatura e ajuda com os trâmites para obter a escritura, é um contra-senso, pois a assistência é prevista por lei e é um serviço que se tem a obrigação de oferecer.

Legislação:

Quando o caso é levado à Justiça, o valor cobrado por taxas ilegais deve ser devolvido em dobro. Essa foi à decisão tomada pela 7ª Câmara, Seção de Direito Privado no caso de uma cobrança de SATI não informada clara e precisamente no contrato. 

Serviços:




Por: Juliana Américo Lourenço da Silva.
Fonte: InfoMoney

Edição e Publicação | Equipe | Imovel e Dicas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Nome e Email ao final da Mensagem, caso deseje alguma informação específica.

Atenciosamente.

Brasil Brokers Enjoy