5 de dezembro de 2012

Preços dos Imóveis desaceleram nas Capitais.

apartamentos valores



A alta mensal dos Imóveis no Rio de Janeiro foi menor que 1%. Na capital houve recuo pelo terceiro mês seguido.




Pela primeira vez em quatro anos, a alta mensal no preço de imóveis do Rio de Janeiro foi menor que 1%, aponta o índice FipeZap, calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas a partir do valor de cerca de 150 mil unidades selecionadas entre os anúncios do site Zap Imóveis. 

Em novembro, as casas e apartamentos da cidade tiveram valorização de 0,89%, consolidando tendência de esfriamento dos últimos meses (ver no gráfico).

"Isso não significa que o mercado esteja 'frio', uma alta de 0,89% em um mês ainda é algo relevante" diz Eduardo Zylberstajn, pesquisador da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e coordenador do índice.

"Depois de um período de 'boom', é esperado que se siga uma valorização mais moderada", afirma o economista! 

No Distrito Federal, o valor das casas e apartamentos recuou pelo terceiro mês consecutivo, segundo o indicador. Em novembro, os apartamentos e casas da capital ficaram 0,15% mais baratos que no mês anterior.

Em quatro dos últimos cinco meses, o índice registrou desvalorização no preço médio dos imóveis da cidade, apenas em agosto houve ligeira alta, de 0,16% (ver no gráfico).

casas valores


"Se descontarmos a inflação para obter o dado real, houve uma desvalorização entre 2% e 3% no metro quadrado dos imóveis do DF neste ano", afirma Zylberstajn."




É natural que haja preocupações sobre uma eventual bolha imobiliária ter se formado, ainda mais quando vemos as crises que estão ocorrendo em mercados internacionais", acredita Zylberstajn. 

"Mas vivemos no Brasil um momento menos conturbado da economia, a redução dos juros acabam valorizando ativos como imóveis, e esta valorização foi acompanhada pelo aumento de renda da população, o que explica em parte a elevação de preços dos imóveis. A grande dúvida é se o patamar ao qual os valores chegaram são sustentáveis ou não", afirma. 

Outras Capitais:

Em São Paulo, segundo o FipeZap, os preços subiram 1,2% em novembro, após alta de 1,1% no mês anterior. A valorização mensal dos imóveis da cidade tem se mantido mais ou menos nesse patamar ao longo de todo o ano. Nos 12 meses anteriores a novembro, a alta acumulada pelos imóveis da capital paulista é de 16,4%.

O pior desempenho de novembro foi registrado em Fortaleza. O preço dos imóveis da cidade recuou 1% em novembro, repetindo a queda de outubro. Recife, Salvador e Belo Horizonte tiveram subida nos preços, de 0,4%, 1,2% e 1%, respectivamente.

No índice composto, que leva em conta as sete regiões metropolitanas pesquisadas, a valorização no mês de novembro foi de 0,9%, confirmando tendência de desaceleração nos preços verificada nos últimos meses.

Serviços Relacionados:




Por: Pedro Carvalho.
Fonte: Portal IG.

Edição e Publicação | Equipe | Imovel e Dicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Nome e Email ao final da Mensagem, caso deseje alguma informação específica.

Atenciosamente.

Brasil Brokers Enjoy