20 de dezembro de 2012

Demanda por Terreno eleva o valor da Vaga.

comprar terreno


A forte valorização do metro quadrado em alguns lugares não afetou apenas quem procura um terreno para construir, uma residência para morar ou escritório. 






Quem busca vagas para estacionar também sente os efeitos no bolso, este ano, o aumento nesse tipo de serviço foi de 9,33% nas regiões metropolitanas pesquisadas pelo IBGE, segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA 15). A inflação no mesmo período foi de 5,78%. O salto foi maior em Belo Horizonte (12,58%) e São Paulo (10,88%).

"Os imóveis dos estacionamentos são locados e, com a valorização, os contratos de locação sofrem reajustes altos", afirma Marcelo Gait, presidente do Sindicato das Empresas de Garagens e Estacionamentos do Estado de São Paulo (Sindepark).

Os custos mais altos são repassados para as tarifas cobradas, mas Gait afirma que os preços não subiram na mesma medida dos custos imobiliários. O presidente do Sindepark não sabe, no entanto, precisar de quanto foi à variação nas tarifas cobradas.

O diretor da empresa Multipark, Sérgio Morad, confirma o peso da valorização do metro quadrado para os estacionamentos. "O aluguel é muito representativo no orçamento deste tipo de negócio, e não existe outra atividade que pague tanto em locação quanto os estacionamentos", atesta.

O maior impacto, porém, já ocorreu; o cenário atual, segundo o diretor da Multipark, é de manutenção dos preços. "A estabilização dos custos imobiliários já aconteceu, e eu não vejo um movimento de aumento de tarifas, até porque há, no momento, um espaço muito menor para que elas cresçam".

comprar terreno



Outro efeito da forte valorização imobiliária é a mudança no perfil dos estacionamentos. 





Terrenos que antes eram usados para vagas agora são destinados para edificações. Por outro lado, as empresas do ramo passaram a buscar cada vez mais espaço em prédios comerciais. Morad aponta que a tendência é existirem menos estacionamentos em terrenos.

Demanda:

Diferentemente do esperado, a procura por estacionamentos não foi diretamente afetada pelos aumentos de tarifas em decorrência da valorização imobiliária. Gait aponta para uma diminuição da oferta de vagas com a menor disponibilidade de terrenos. 

Além disso, ele lembra que ninguém sai de casa para ir a um estacionamento, mas em função de trabalho, estudo, compras e consultas médicas. Quem vai a estes locais, que são muitas vezes os de grande valorização, precisa estacionar!

Já Morad afirma ter sentido uma menor procura por vagas no segundo semestre de 2012. Ele não sabe dizer, no entanto, o quanto à queda está relacionada às tarifas cobradas. 

"Existem outros fatores que também influenciam na ocupação dos estacionamentos, e não há como saber o quanto o preço contribui". Ele diz, por fim, que o processo de supressão de vagas nas ruas para melhorar o fluxo de veículos vai aumentar a ocupação dos estacionamentos.

Serviços Relacionados:





Edição e Publicação | Equipe | Imovel e Dicas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Nome e Email ao final da Mensagem, caso deseje alguma informação específica.

Atenciosamente.

Brasil Brokers Enjoy